No Brasil temos várias tradições no casamento, como que a noiva não poder ser vista pelo noivo antes do dia do casamento para não trazer azar, chuva de pétalas ou arroz para prosperidade, nomes na barra do vestido para ajudar as amigas solteiras, entre outras. O casamento é um dos eventos mais marcados pela existência de tradições, característicos das culturas e religiões de cada país. Separamos alguns rituais  interessantes. Espero que gostem!

Alemanha

Os noivos alemães limpam pilhas de pratos de porcelana que seus hóspedes jogaram no chão para afastar quaisquer maus espíritos. A lição: trabalhando juntos, o casal pode enfrentar qualquer desafio lançado em seu caminho.

alemanhajpg

Guatemala

Como anfitriões da recepção de casamento, os pais dos noivos guatemaltecos podem fazer o que quiserem, incluindo quebrar coisas. Quando os recém-casados chegam, é uma tradição que a mãe do noivo quebre um sino de cerâmica branco, cheio de grãos, como arroz e farinha para trazer prosperidade para o casal.

guatemala

Japão

No Japão, as pessoas normalmente se casam através de dois jeitos: Omiai Kekkon, que seriam os casamentos arranjados (os pretendentes são escolhidos pela família ou por agências de casamentos) ou por Ren’ai kekkon (casamento por amor), que começou a se popularizar especialmente após a Segunda Guerra Mundial. O traje da noiva é bem diferente do vestido de noiva ocidental. Trata-se de um quimono chamado Shiromuku e chapéus chamados Wataboshi e Tsunokakushi.

O traje e os acessórios que o acompanham como chapéu, bolsa e sapato são brancos. Assim como no Brasil, o “branco” é considerado um símbolo da pureza pelos japoneses. O chapéu wataboshi é usado durante a cerimônia religiosa, enquanto que o tsunokakushi é usado durante a recepção de casamento (kekkonhirouen).

Quanto à origem dos chapéus não está bem claro, mas dizem que o tsunokakushi, que pode ser traduzido como “chifre escondido” significa a obediência da mulher ao marido após o casamento. Há quem diga que o chapéu serve para esconder os cabelos das noivas, na qual muitos acreditam ”residir espíritos“. As noivas também podem usar quimonos estampados com motivos florais, pinheiros, crisântemos, aves, carruagens ou grous, que simbolizam a fidelidade e longevidade. Esse quimono assemelha-se a um manto usado sobre um quimono branco e chama-se Irouchikake. A roupa do noivo é sempre um quimono preto (Hakama).

japao

Noruega

Neste país escandinavo é típico em casamentos servir um bolo especial para a ocasião chamado de kransekake. É feito com anéis de bolo de amêndoa gelado para formar uma espécie de cone e uma garrafa de vinho colocada no centro oco do bolo.

noruege

EUA

Quem já ouviu falar, principalmente em filmes americanos, que a noiva deve carregar consigo, na hora do casamento, uma coisa velha, uma coisa nova, uma coisa azul e uma coisa emprestada? Isso acontece porque nos Estados Unidos as noivas respeitam a risca esse ditado – que em inglês se transforma em uma rima. No dia do casamento a noiva deve vestir alguma coisa velha (something old) para simbolizar continuidade; algo novo para simbolizar esperança (something new); algo emprestado para simbolizar todas as felicidades que os amigos nos trazem (something borrowed) e algo azul para simbolizar pureza (something blue).

bridesmaids2

Filipinas

Os noivos lançam um par de pombas brancas – uma masculina, outra feminina – no ar, o que representa uma vida harmoniosa em conjunto para o casal recém-casado.

wedding-traditions-around-the-world-philippines

China

Ao sair de casa para o casamento, a noiva chinesa não pode tocar o chão com os pés, por essa razão ela deverá ser levada em uma cadeira tradicional chinesa (Sedan) até o local da cerimônia. A família da noiva deve contratar uma mulher para cuidar dela até o final do trajeto. Ao chegar lá deve ser recepcionada com um guarda-sol vermelho e receber uma chuva de arroz, símbolo da saúde e prosperidade.

china

Rússia

Os pais dos recém-casados na Rússia oferecem um pão doce chamado Karavay aos noivos. Quem conseguir dar a maior mordida no pão sem a ajuda das mãos, a noiva ou o noivo, é considerado o chefe da família. O restante do pão é compartilhado com os convidados da festa, simbolizando assim que os noivos estão compartilhando a alegria da nova fase de suas vidas.

585664

Cuba

Segundo o costume cubano, todo homem que desejar dançar com a noiva deve pendurar uma nota de dinheiro no vestido. A tradição serve para ajudar os noivos a pagarem os custos da lua-de-mel.

wedding-traditions-around-the-world-cuba

Reino Unido

Usar ramos de murta, conhecida como a “erva do amor”, no buquê das noivas é uma tradição da familia real inglesa, desde que, após seu casamento com o Príncipe Albert, em 1840, a rainha Victoria plantou um raminho do seu buquê no jardim do palácio. Desde então, todos os buquês das noivas da família real, incluindo o da Rainha Elizabeth II e da Princesa Diana levam um ramo deste arbusto.

kate-middleton-bouquet-435

Crédito das fotos: Reprodução Internet

Gostaram?

asssinatura samara